Pão de Banana, Aveia e Framboesa


Agosto está praticamente a chegar ao fim e muito sinceramente não vai deixar saudades. Este não foi um Agosto feliz. Gosto de saborear o Verão devagar, de aproveitar pausadamente todos os momentos, de coleccionar memórias felizes. Mas os últimos dias foram tudo menos isso. Daí a minha ausência, quer do blog quer das redes sociais. Existe toda uma vida real que se sobrepõe ao blog, existem acontecimentos que nos afectam e ocupam a cabeça, varrendo qualquer inspiração ou a vontade de andar enfiado entre tachos, fogões e panelas.

O mês começou com obras cá em casa. Durante praticamente duas semanas o caos instalou-se entre pinturas, desarrumações, objectos espalhados pela casa e pó, muito pó. Entre o trabalho e a azáfama das obras recebo um telefonema da minha irmã a informar que o meu pai tinha caído e acabava de ser internado. O diagnóstico era grave, uma fractura na bacia e uma perna partida que exigiam uma operação urgente. Cheguei mesmo a temer o pior, pois não obstante o facto de ele já ter 74 anos de idade, ainda padece de artrite reumatóide crónica, uma doença que o está a afectar fisicamente e que cada vez o deixa com mais limitações, dependendo de terceiros para desempenhar algumas tarefas. Os dias seguintes foram passados entre telefonemas, algumas viagens à Figueira da Foz, onde ele ainda se encontra internado e muitas preocupações. Entre exames, alguns casos mais urgentes que passaram à frente dele e desculpas com falta de médicos, ele esteve sete dias em sofrimento, à espera de ser operado. Sei que ele se faz mais forte do que é na realidade e sei que não gosta de partilhar a sua dor. Mas ela esteve lá a atormentar-lo e sei que para ele é um inferno estar hospitalizado e longe das suas coisas.


Felizmente a operação correu bem. Neste momento está a recuperar e segundo os médicos e evolução está a ser favorável. Sei que não se avizinham meses fáceis para ele e a recuperação vai ser muito lenta e difícil. Mas também sei que ele tem muita força de vontade e vai querer voltar à sua vida normal o mais rapidamente possível. Quem o conhece sabe que não é pessoa de ficar parado, algo que abona a seu favor. Em breve ele vai ter alta e vai voltar para casa mas agora o meu receio prende-se com o facto de ele vir a ficar preguiçoso, passando muitas horas na cama. Com a doença que ele tem, o problema poderá agravar-se e ele poderá acabar por ficar acamado, necessitando de cuidados especiais. Agora só o tempo dirá, mas eu quero acreditar que ele vai recuperar bem.

Com todas estas preocupações, de repente olho para o calendário e vejo que o Verão está a passar rápido de mais. No meio de tudo isto ainda tive tempo para dar um pulo a Porto Covo, abraçar os meus sobrinhos que vieram de férias. Ainda tive tempo para matar saudades dos manos e dos sobrinhos, mas mais tempo houvesse. E ainda tive tempo para receber os amigos em casa, algo que me faz sempre feliz. Gostaria de ter vivido mais momentos destes, de partilha, de troca de afectos, de ter aproveitado mais o Verão, mas a vida é mesmo assim.


Agora é chegado o momento de fazer as malas e ir de férias. Deixar para trás o peso destes dias menos bons e rumar ao meu querido sul que sempre me recebe tão bem. Finalmente Setembro está a chegar e eu esperei tanto por estes dias. Anseio por desligar-me da rotina diária, esquecer todas as obrigações e finalmente viver o meu Verão, sem horários, sem pressas, sem objectivos. Aproveitar apenas todos os momentos, colecionar memórias boas e voltar aos sítios que me fazem sempre feliz. Não vou sem antes partilhar com vocês mais uma receita que me conquistou e que voltarei a repetir vezes sem conta. Estou cada vez mais fã destes pães doces com banana que tanto podem ser apreciados e degustados ao pequeno almoço ou ao lanche. A textura que a banana confere à massa é maravilhosa, resultando sempre num pão ou bolo fofo e macio. A receita tem ainda a vantagem de poderem substituir as farinhas por outras do vosso gosto, sejam elas integrais ou não. E em vez de framboesas que tal usarem as amoras que estão agora no seu auge de sabor?! Sejam felizes, cuidem de quem mais gostam e quanto a mim, estarei pelo Instagram com algumas partilhas e a promessa de voltar em breve. Até já!


Pão de Banana, Aveia e Framboesa
(receita adaptada da Chef Lorraine Pascale)

Ingredientes:
| 50 g de manteiga
| 50 g de açúcar amarelo
| 2 ovos, tamanho M
| 100 g de farinha de trigo integral
| 125 g de farinha de trigo s/ fermento
| 2 c. (chá) de fermento em pó
| 2 bananas maduras
| 125 g de framboesas
| flocos de aveia

Preparação:
1 . Pré-aqueça o forno a 180ºC e forre com papel vegetal uma forma rectangular com cerca de 22cm X 10cm.

2 . Numa taça larga bata a manteiga juntamente com o açúcar. Adicione os ovos, um de cada vez, batendo bem entre cada adição. 

3 . Junte as farinhas e o fermento e envolva sem bater demasiado. Com um garfo esmague as bananas e adicione ao preparado anterior, envolvendo com uma espátula.

4 . Por fim junte as framboesas e envolva delicadamente, por forma a que não se esmaguem.

5 . Verta a massa para a forma, alise a superfície com uma espátula e polvilhe generosamente com flocos de aveia.

6 . Leve ao forno pré-aquecido durante 50-55 minutos. Faça o teste do palito antes de retirar o pão do forno (deixe o pão arrefecer dentro da forma durante alguns minutos antes de desenformar e só depois desenforme e deixe arrefecer sobre uma grelha).

Salada de Beterraba, Laranja e Feta


Por aqui contam-se os dias para entrar de férias. Julho passou rápido, Agosto também caminha apressado e já só penso naqueles dias de descanso a ouvir o som do mar, caminhar descalço na areia molhada e sentir o sol beijar a minha pele. Chegar a meio de Agosto e ter ainda um tom de pele claro é algo que não me agrada de todo. Mas acreditem, este ano ainda não consegui fazer um único dia de praia, o tempo livre não tem sido muito. Por isso já só penso em férias. Mas enquanto esses dias não chegam vamos saboreando o Verão à mesa, devagar e sem pressas. São tantas as coisas boas que esta estação tem para oferecer que seria um desperdício não as aproveitar. As refeições querem-se simples e frescas, ao sabor dos dias. E aqui as saladas são rainhas. Deliciosos combinações de sabores e texturas, cores e aromas que proporcionam momentos de felicidade e partilha à mesa. 


Como vou de férias mais tarde gosto de manter o meu bronzeado por mais tempo. Existem alguns truques para que isso seja possível, como manter a pele bem hidratada, por exemplo. Mas também a alimentação tem aqui um papel fundamental. Não acreditam?! Então leiam o artigo que criei em colaboração com o site Alegro,  que podem ler na íntegra aqui e no qual falo, precisamente, nos alimentos que podem ser consumidos de forma natural e saudável, quer seja em saladas, sopas, sumos ou batidos e que ajudam a manter o bronzeado. Apresento uma sugestão, dando especial destaque à beterraba, à laranja e ao agrião que juntos resultam numa deliciosa salada, perfeita para levar para a praia ou então para aqueles dias de preguiça em que não apetece cozinhar.


(artigo mensal escrito em colaboração com o site Alegro)

Alimentos Essenciais Para Manter um Bronzeado Saudável

Verão é sinónimo de férias, de calor e de dias longos com muito sol. Muitos são os que aproveitam para dar uns mergulhos na piscina ou então para rumar até às praias, aproveitando para carregar baterias e passar tempo de qualidade em família. Em simultâneo, aumenta a vontade de ganhar aquela corzinha especial, o "bronzeado dourado e perfeito" que todos queremos manter por mais uns meses, após o Verão.

Antes de mais, alertar para o facto que já todos conhecem. Não são as longas horas de exposição solar que nos darão o bronzeado perfeito. Bem pelo contrário, uma vez que essa prática é prejudicial para a nossa saúde, aumentando assim o risco de cancro de pele.

Então, como é possível criar e manter um bronzeado perfeito?!

Para além do uso indispensável de um protector solar adequado a cada tipo de pele e da exposição correcta e progressiva ao sol, existe um outro factor bastante relevante e que faz parte do nosso dia-a-dia, a alimentação. Ao optarmos por uma alimentação saudável, escolhendo alguns ingredientes em detrimento de outros, não só estamos a dar um tom perfeito à nossa pele como ainda estimulamos o bronzeado de forma natural. Paralelamente, manter a pele bem hidratada também vai ajudar. Para tal, devemos beber muita água e usar cremes hidratantes.

Alimentos ricos em betacaroteno, o pigmento natural existente em algumas plantas, auxiliam na produção da melanina, o pigmento responsável pela cor da nossa pele. Os betacarotenos são precursores de vitamina A que estimulam naturalmente a produção de melanina e, ao mesmo tempo, são antioxidantes que irão proteger as nossas células dos raios solares prevenindo dessa forma o envelhecimento da pele pela exposição solar.

(leiam o artigo completo aqui)


Salada de Beterraba, Laranja e Feta
Ingredientes:
| 2 laranjas
| 150 g de folhas de agrião (ou rúcula)
| 8 beterrabas pequenas (ou 2 grandes), cozidas
| 100 g de queijo Feta                           
| sumo de 1 laranja
| 1 c. (sopa) de azeite
| 1 c. (sopa) de mel
| 1 c. (sopa) de vinagre
| 1 c. (spa) de mostarda em grão
| 50 g de pinhões tostados

Preparação:
1 . Descasque as laranjas e corte-as em rodelas finas. Disponha as rodelas numa taça ou prato fundo e sobre estas faça uma "cama" com as folhas de agrião.

2 . Corte as beterrabas em rodelas e distribua por cima do agrião. Esfarele o queijo Feta e espalhe pela salada.

3 . Dentro de um frasco coloque o sumo de laranja, o azeite, o mel, o vinagre e a mostrada em grão e agite durante alguns segundos. Regue a salada com este molho e finalize com pinhões tostados.

Eton Mess de Pêssego


Num piscar de olhos chegamos ao mês de Agosto. O Verão, apesar de se apresentar meio tímido, tem-nos presenteado com temperaturas altas e longos dias de sol. Esta é aquela altura do ano em que a maioria das pessoas se encontra de férias, aproveitando para descansar, fazer uma pausa na rotina diária e passar algum tempo de qualidade em família. Para não perder muito tempo na cozinha, as refeições querem-se simples e descomplicadas, mas ainda assim cheias de sabor. É tempo de saladas, de sopas frias, muitos legumes e a deliciosa fruta da estação. Esta chega cá a casa em abundância e variedade e assim vai dando alguma tonalidade e sabor aos pratos de Verão. As saladas ficam mais coloridas e saborosas, os gelados são muito mais saudáveis, feitos com fruta fresca e biológica. E como é tempo de férias e as calorias não contam, não dá para resistir a uma ou outra sobremesa. Há que aproveitar toda a fruta de Verão e com ela preparar sobremesas frescas e simples.


Este ano os pêssegos chegam em força, grandes, suculentos e com uma cor amarela irresistível. Como as sobremesas também se querem leves e práticas, a fruta é sempre uma boa escolha na hora de alimentar a gula. E assim decidi criar esta sobremesa, para dar escoamento à fruta cá de casa. Uma sobremesa simples, muito fácil de preparar e que quase se come sem culpas, por ser mais saudável. Preparei-a em pequenos copinhos, mas sintam-se á vontade para a apresentar numa taça grande e assim partilhar com toda a família. São pequenas camadas de puro prazer e frescura, com ingredientes comuns, para saborear num dia quente de Verão.

Sobremesas frescas em camadas, foi este o tema escolhido para a 51ª edição do "Dia Um... Na Cozinha". Um tema que agrada a toda a gente e que nos dá liberdade total para criar deliciosas sobremesas. Com um pouco de criatividade e alguns ingredientes conseguimos surpreender e refrescar  os paladares de quem mais gostamos.

Usar ingredientes de qualidade nas nossas receitas faz toda a diferença. Decidi assim sofisticar e usar o novo doce Natura de Pêssego da Quinta de Jugais. Esta marca acaba de lançar no mercado uma gama composta por cinco doces naturalmente deliciosos. Sem açúcares adicionados e com uma percentagem de 60% de fruta acabada de colher, estes doces não têm na sua composição qualquer corante ou conservante, sendo preparados apenas com a melhor fruta e muito amor. A linha Natura é uma versão saudável para quem não se quer privar de um doce de vez em quando e ao mesmo tempo procura reduzir o consumo de açúcares refinados.


Eton Mess de Pêssego 
(receita adaptada do blog The White Ramequins)

Ingredientes: (receita para 6 tacinhas)
| 4 pêssegos amarelos grandes                              
| sumo de 1 lima
| 300 ml de iogurte grego natural
| 3 c. (sopa) de mel (ou xarope de agáve)
| 1 c (chá) de pasta de baunilha (ou essência)
| 1 c. (sopa) de pistácios picados
| 12 suspiros pequenos
| 6 c. (sopa) rasas de doce de pêssego s/ açúcar (usei Natura Quinta de Jugais)

Preparação:
1 . Triture dois pêssegos juntamente com o sumo de lima, até ficar em puré e reserve.

2 . Corte os outros dois pêssegos em pedacinhos pequenos e reserve.

3 . Misture o iogurte grego com o mel e a baunilha.

4 . No fundo de cada copo ou taça disponha 1 c. (sopa) de doce de pêssego. De seguida faça camadas, distribuindo pelas taças 1/3 da mistura de iogurte grego, o pêssego em pedaços, alguns suspiros partidos em pedaços e o puré de pêssego. Repita o processo até ter terminado todos os ingredientes.

5 . Finalize as camadas com pistácios picados e um suspiro em cada taça. Leve ao frigorífico até à hora de servir.

GuardarGuardar

Bundt Cake de Manteiga de Amendoim


A verdade é que eu não preciso de desculpas para fazer um bolo. E nem o calor me afasta  da cozinha ou impede de ligar o forno. Um bolo, seja ele simples ou mais elaborado, é sempre um bom motivo para me deixar feliz. Nada se compara a todo o processo de misturar os ingredientes de uma receita, sem nunca esquecer o ingrediente principal, o amor. Sim, porque eu cozinho com o coração, deposito carinho em tudo o que faço. Depois é só ver a magia acontecer, alguns minutos depois. E aquele momento em que o bolo está quase a sair do forno e toda a casa já está perfumada, não existe explicação para tal, mas eu chamo-lhe felicidade.


Desta vez o perfume que se espalhou no ar veio sob a forma de manteiga de amendoim. Adoro manteiga de amendoim. Nada como uma torrada generosamente barrada com este ingrediente dos deuses. Já experimentei usar em bolachas, fiz esta receita que também pode ser feita com manteiga de amêndoa. E qual delas a melhor! 

Serviu esta receita para dar uso e finalmente estrear a minha nova forma da Nordic Ware. Sou fã destas formas e fico em êxtase sempre que sai uma nova para o mercado. Desta vez trata-se da Lotus Bunt, uma forma com revestimento exterior dourado e que é linda de morrer. Confesso que apenas fiquei desiludido com o tamanho dela. Sim, para quem está habituado a estas formas, esta é de menor capacidade que as normais, levando cerca de metade da massa. Por isso, caso queiram usar uma forma normal, aconselho a dobrarem a receita. Mas como o tamanho não é aqui definitivamente importante, e o que interessa é um bolo lindo e delicioso, o resultado está à vista e confesso que não desilude em nada. Se tal como eu forem fãs de manteiga de amendoim, experimentem este bolo que não só deixará a vossa casa perfumada como proporcionará momentos muito felizes.


Bundt Cake de Manteiga de Amendoim

Ingredientes:
| 200 g de farinha
| 1 c. (chá) de fermento
| 1 pitada de sal
| 50 g de manteiga à temp. ambiente
| 100 g de açúcar amarelo
| 200 g de manteiga de amendoim (usei c/ pedaços)
| 1 c. (chá) de essência de baunilha
| 2 ovos
| 140 ml de leite
| pólen de abelha para decorar (opcional)

Preparação:
1 . Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte com spray anti-aderente uma forma de bundt e reserve.

2 . Numa taça misture a farinha peneirada, o fermento, o sal e reserve.

3 . Bata a manteiga com o açúcar durante cerca de 5 minutos, até obter um creme esbranquiçado. Adicione a manteiga de amendoim, a essência de baunilha e os ovos, um de cada vez. Bata até que todos os ingredientes fiquem bem ligados.

4 . Aos poucos e alternadamente vá adicionando a mistura de farinha e o leite. Envolva bem todos os ingredientes, mas sem bater.

5 . Verta a massa para dentro da forma e alise a superfície com uma espátula. Leve ao forno durante cerca de 30-35 minutos (se tiver dobrado a receita aumente o tempo em 10-15 minutos). Faça o teste do palito antes de desenformar.

6 . Retire o bolo do forno e deixe arrefecer dentro da forma durante 10 minutos. Desenforme e deixe arrefecer completamente sobre uma grelha.

7 . Decore a gosto com pólen de abelha (opcional).